FAQS

Perguntas mais frequentes sobre pavimento flutuante

Comercial

  • De que é feito o pavimento laminado?
  • O que pode acontecer se coloco um pavimento laminado em Galerias, montras, terraços cobertos e envid
  • Os pavimentos FINfloor emitem formaldeído? É prejudicial para a saúde?
  • Pode o pavimento laminado ser montado sobre carpetes, alcatifas, etc.?
  • Pode-se montar numa mesma sala o pavimento laminado FINfloor e outro tipo de revestimento (vinílico, cerâmica, azulejos, etc.)?
  • Pode-se montar o pavimento laminado FINfloor (em qualquer uma das suas gamas) com sistemas de aquecimento radiante? Instruções para a montagem com sistemas de aquecimento radiante.
  • Porque escolher FINfloor para o meu lar?
  • Porque o pavimento laminado FINfloor é mais resistente à abrasão que outros pavimentos de madeira?
  • Posso instalar FINfloor em qualquer lugar?
  • Que são umas manchas que podem aparecer no interior da caixa?
  • Que tipo de pavimento laminado devo escolher conforme a utilização que lhe vou dar?
  • Toda a superfície do pavimento ficou empenada. A que se deve? Pode-se arranjar?
  • Vantagens de um pavimento laminado perante à madeira maciça.

De que é feito o pavimento laminado?

O FINfloor é um pavimento laminado produzido segundo os standards Europeus, (conforme a norma EN 13329) e além disso com a etiqueta de marca CE conforme a norma EN 14041. 
- O pavimento laminado FINfloor é composto por um painel de fibras de madeira, de alta densidade (HDF), conforme o definido na norma EN 316. 
- A camada superior de revestimento, consiste em películas decorativas impregnadas em resinas aminoplásticas. A decoração é uma perfeita imitação de diferentes madeiras ou fantasias. 
- A camada mais superficial está formada por um película celulósica com partículas de Oxido de Alumínio ou Corindo chamado OVERLAY. 
Este Overlay de grande qualidade confere ao FINfloor uma elevada resistência superficial ao desgaste, impacto, riscos, manchas, queimaduras de cigarro, etc., resistência que muito poucos produtos são capazes de oferecer. Cumpre todos os requisitos da norma EN 13329. 
- A camada inferior é também de película melamínica designada por Kraft, que cumpre a função de contrabalanço e isolamento. 
 

O que pode acontecer se coloco um pavimento laminado em Galerias, montras, terraços cobertos e envid

Numa montagem deste tipo devemos ter especial cuidado dado que o chão tem de suportar umas condições um pouco especiais. 
Os lugares desta natureza costumam ser altamente húmidos e estão expostos a mudanças bruscas de temperatura.
Nestes locais o pavimento laminado costuma estar exposto a condições de dilatação e temperatura extremas. O mais habitual é que o sol incida directamente sobre o laminado através do vidro, o que faz com que a superfície do pavimento atinja uma temperatura bastante elevada. Se a isto somamos que a chão de base costuma estar bastante mais frio, o pavimento tem de suportar umas mudanças de temperatura muito bruscas. 
Em dias de sol pode fazer muito calor e descer muito rapidamente a temperatura à noite. Esta contracção e dilatação podem danificar os perfis e assim aparecer a separação das peças nas suas uniões curtas.
Inclusivamente ao estar o chão de base directamente sobre o pavimento, pode existir uma grande diferença de temperatura entre as duas caras do painel, a cara superior com a temperatura mais alta que a cara inferior que está em contacto com a chão de base.
No caso de ter que montar pavimento laminado em algum dos lugares mencionados, talvez se possa melhorar as condições da montagem colocando no chão de base:
- Primeiro uma barreira de vapor de 0,2 mm de película de polietileno.
- Sobre esta película, uma camada de isolante térmico com uma boa espessura > 6 mm (cortiça, painel de baixa densidade, polipropileno, etc.). 
- Recomendamos uma boa estabilização do produto no local destinado a sua colocação, prévio a sua montagem. 
- Durante a montagem aplicaremos adesivo (cola D3) nas uniões transversais e assim reforçaremos a união dos lados curtos das ripas, que se colocarão distanciadas umas das outras (contíguas) sempre a 1/3. 

Os pavimentos FINfloor emitem formaldeído? É prejudicial para a saúde?

Os pavimentos produzidos com HDF contêm, entre outros componentes, resinas a base de formaldeído. 
Os pavimentos produzidos pela Finsa são sempre E1 (<= 8mg/100 g. de painel seco), de acordo com a norma europeia EN 120, isto é, de baixo conteúdo em formaldeído. 
Estes níveis de emissões são comparáveis com os níveis de emissão da madeira natural.
O pavimento laminado FINfloor em qualquer uma das suas gamas é, assim, adequado para a utilização sem nenhum tipo de problema, inclusivamente em áreas sensíveis tais como salas de aulas e infantários. 
 

Pode o pavimento laminado ser montado sobre carpetes, alcatifas, etc.?

Conforme as recomendações dadas pelo fabricante, as carpetes, alcatifas ou outros revestimentos de base têxtil, não formam uma base adequada nem conveniente para a colocação sobre estes do pavimento laminado.
Portanto a colocação de pavimento laminado sobre este tipo de revestimento não é possível. Recomenda-se retirar previamente este tipo de revestimentos antes de montar o pavimento laminado. 
A camada de sustentação que forma o composto têxtil é muito compressível e pouco firme. Uma montagem de pavimento laminado pode ser que tenha de suportar cargas e esforços bastante grandes, ao ser o pavimento de sustentação do laminado irregular e pouco firme, as uniões entre as peças tendem a sofrer muito chegando inclusivamente a deformar-se e romper-se. 
 

Pode-se montar numa mesma sala o pavimento laminado FINfloor e outro tipo de revestimento (vinílico, cerâmica, azulejos, etc.)?

Sim, pode-se montar.
Quando proceda à montagem de diferentes produtos deve-se ter cuidado com as possíveis espessuras diferentes dos produtos a aplicar. Isso é necessário ter em conta na hora de aplicar a camada de nivelamento do pavimento base, para que a soma do chão e os diferentes revestimentos, nos dê uma superfície com todos os produtos aplicados, a um mesmo nível ou rente ao pavimento (sem diferenças de altura). 
Entre os diferentes revestimentos deve ser utilizada uma junta de expansão visto que cada um deles tem dilatações diferentes.
 

Pode-se montar o pavimento laminado FINfloor (em qualquer uma das suas gamas) com sistemas de aquecimento radiante? Instruções para a montagem com sistemas de aquecimento radiante.

PT
Sim,  Finfloor e Fiesta Premium LC estão aptos para instalações com sistemas de aquecimento/refrigeração radiante por água,  sempre que se utilize a base  Finfloor Silent Underlay.
Não se recomenda a instalação de Finfloor/Fiesta Premium LC com sistemas de aquecimento radiante eléctricos. 
Para que um pavimento e o respetivo underlay possam ser utilizados sobre sistemas de aquecimento radiante, o conjunto não deve ter uma resistência térmica > 0,15 (m2•K)/W. 
Os valor obtidos para uma solução conjunta  Silent Underlay  e Fiesta Premium LC são de 0,102 (m2 • K) / W, para o Finfloor (8mm) é 0,127 (m2 • K) / W. 
É imprescindível respeitar os protocolos e as seguintes normas de montagem: 
· Conteúdo de humidade do subsolo
É muito importante comprovar o conteúdo de humidade do pavimento de base (pavimentos de cimento, de gesso, etc.), dos pavimentos existentes e recentemente montados e dos pavimentos já recobertos (cerâmica, pedra natural, plástico, etc.). 
O conteúdo de humidade do pavimento de base  é comprovado com o teste de humidade de magnésio (CM) ou com um equipamento de teste que mede a humidade relativa. 
Conteúdos admissíveis de humidade máxima do pavimento de base: 
Pavimento principal de cimento..............< 2.0 % CM 
Pavimento de gesso anidrido...................< 0.5 % CM 
Idealmente deveríamos tentar conseguir um valor de < 0.3 % CM 
· Procedimentos após a  montagem do sistema de aquecimento sob o pavimento (radiante). 
1º- Passados no mínimo 21 dias, o cimento deve estar seco e ter uma humidade inferior a 1,5% CM. Se for superior terá que se esperar até conseguir esse valor. 
2º- Começamos a aquecer até conseguir uma temperatura superficial de 18 ºC que manteremos durante 3 dias. 
3º- Acondicionaremos as caixas fechadas de material durante esses 3 dias no local onde se vai instalar o pavimento laminado. 
4º- Procederemos à montagem o pavimento, mantendo a temperatura do pavimento base por volta dos 18 ºC . 
5º- Ao terminar a instalação do pavimento laminado, manteremos a mesma temperatura mais 3 dias. 
6º- Passado esse tempo poderemos aumentar a temperatura gradualmente, de 5 em 5 ºC por dia. A temperatura do pavimento base (temperatura de contacto) não deve superar os 28 ºC ou os 65 W/m² se é um sistema eléctrico. 
A utilização de tapetes de grandes  dimensões  pode sobre aquecer a zona sob as mesmas, o que é prejudicial para o pavimento laminado. 
A temperatura adequada do local é de ± 20 ºC (temperatura do ar) e uma humidade relativa de entre 50-70 %. Em situações altamente secas aconselha-se a utilização de um humidificador para elevar a humidade relativa. 
O ligar e desligar dos sistemas de aquecimento deve ser feito de modo gradual e paulatino (de 5 em 5 ºC). NUNCA DE FORMA BRUSCA para não danificar o pavimento. 
Aconselhamos a não colocar o rodapé até ter decorrido a sequência de aquecimento e arrefecimento para assim poder comprovar que a junta perimetral é a correcta após o  pavimento obter a estabilidade  dimensional  nas diferentes condições. 
· Acondicionamento prévio do pavimento laminado antes de iniciar a instalação
Dependendo da estação do ano, os pavimentos laminados estão sujeitos à influência do clima e da temperatura. Posto isto, o acondicionamento do produto antes da sua instalação é de vital importância. 
As caixas devem ser acondicionadas e armazenadas nas divisões em que a instalação vai ser efetuada, durante pelo menos 48 horas. 
As condições micro climáticas do local destinado à instalação devem ser mantidas antes e durante pelo menos três dias depois do final da montagem: 
Temperatura da superfície do pavimento.........................mínimo 15ºC 
Temperatura ambiente.....................................................mínimo 18ºC 
Humidade relativa.............................................................máximo 75% 
Deve-se prestar especial atenção para garantir que o pavimento laminado armazenado não está exposto a correntes de ar e que as caixas não estão apoiadas contra paredes durante o período de acondicionamento. O ideal é que se coloquem na horizontal e separadas da parede. Durante o período de acondicionamento as caixas devem estar fechadas (não retirar o plástico)
 

Porque escolher FINfloor para o meu lar?

Na hora de comprar um pavimento laminado escolha sempre um revestimento da melhor qualidade, fabricado sobre um painel de partículas de primeiríssima qualidade (HDF: High Density Fiber) e que além disso ofereça uma elevada resistência à humidade. Também o sistema de união ou fixação entre as diferentes peças deve ser consistente e contrapor uma grande resistência à separação.
FINfloor oferece as últimas e mais avançadas novidades técnicas, além de possuir uns acabamentos perfeitos, que não apresentam qualquer deformação nem a mínima variação na cor.
Todos estes requisitos importantes estão perfeitamente controlados no FINfloor em qualquer uma das suas gamas.
 

Porque o pavimento laminado FINfloor é mais resistente à abrasão que outros pavimentos de madeira?

O pavimento laminado FINfloor, ao contrário dos pavimentos de madeira envernizados, está protegido e acabado com um papel chamado Overlay. 
Este papel é composto por partículas de Oxido de Alumínio Al2O3 (Corindo). Este é um dos metais mais resistentes e duros depois do Diamante, portanto protege o pavimento laminado contra o desgaste.
Esta lâmina protectora oferece-nos um acabamento altamente resistente, que nenhum verniz dos que se utilizam habitualmente em pavimentos de madeira pode conseguir. Além disso dá-nos a segurança de que perante a queda e possível queimadura de um cigarro, não vai deixar marca no pavimento laminado.
Nenhum verniz é capaz de suportar um ataque tão extremo deste tipo.
 

Posso instalar FINfloor em qualquer lugar?

FINfloor é um pavimento extremamente versátil e pode-o montar em todos os locais do seu lar, locais comerciais, etc. a excepção daqueles com uma elevada humidade ambiente, tais como casas de banho, saunas, bancas, zonas de lavagem, etc., onde não se recomenda a sua utilização.
Em remodelações onde se vá montar sobre solos antigos devemos ter em conta o ponto de preparação das bases que aparece descrito nos panfletos de instruções anexos aos pacotes do pavimento. 
 
 

Que são umas manchas que podem aparecer no interior da caixa?

Estas manchas como de óleo são produzidas pela parafina que levam as ripas nos cantos. 
O cartão da embalagem, ao ser poroso, tende a absorver um pouco desta parafina conferindo à caixa um aspecto como de impregnada ou manchada em óleo. 
Este aspecto de manchas de óleo nas caixas não é um problema, dado que são a prova de que o produto está correctamente protegido com a parafina. 
 

Que tipo de pavimento laminado devo escolher conforme a utilização que lhe vou dar?

Em primeiro lugar considerar onde vai ser montado o pavimento laminado (dormitórios, corredor, etc). A norma EN-685 fixa uma classe de utilização adequada em função da utilização do local, e a norma de pavimentos laminados EN-13329 fixa os parâmetros a cumprir para formar parte dessa classe de utilização. Conforme a carga e o tráfego que tem que suportar o pavimento.
Classes de utilização do Pavimento Laminado: 
- CLASSE 21: Utilização moderada, em âmbitos domésticos (quartos de hóspedes, dormitórios, etc.). 
- CLASSE 22: Utilização habitual, em âmbitos domésticos (corredores, dormitórios, salas de estar, etc.). 
- CLASSE 23: Utilização intensa, em âmbitos domésticos. (corredores, pequenos gabinetes em casa, hall de entrada, etc.).
- CLASSE 31: Utilização moderada, em âmbitos industriais e de carácter público. (salas de conferencias, habitações de hotel, escritórios, etc.). 
- CLASSE 32: Utilização habitual, em âmbitos industriais e de carácter público. (lojas, escritórios, salas de espera, boutiques, etc.). 
- CLASSE 33: Utilização intensa, em âmbitos industriais e de carácter público. (centros médicos, centros comerciais, discotecas, etc.).
 

Toda a superfície do pavimento ficou empenada. A que se deve? Pode-se arranjar?

O mais provável é que o pavimento tenha estado exposto a humidade elevada, ou que não se tenham respeitado as juntas perimetrais ou a colocação de juntas de expansão.
Isso provoca que quando o produto dilata por variações ambientais, não tenha espaço, batendo contra as paredes ou algum obstáculo e provocando o empeno da montagem.
No caso de que detectemos um princípio de empeno deveremos retirar o rodapé e recortar todo o perímetro que estiver em contacto com as paredes. Esta operação deve ser realizada o antes possível e não deixar que o problema se agrave. Caso o empeno seja muito significativo, não se deve caminhar sobre o mesmo nem colocar pesos, isso propiciaria uma ruptura ou enfraquecimento do sistema de união entre as ripas.
Como consequência podem aparecer posteriormente aberturas entre as peças e inclusivamente chegarem a separar-se as ripas.
Outra causa habitual de empeno é ter fixado elementos ao FINfloor, como divisórias, separadores, etc. O pavimento laminado é um pavimento flutuante e como tal não deve ter elementos de ancoragem que não lhe permitam dilatar/contrair normalmente.
 

Vantagens de um pavimento laminado perante à madeira maciça.

O pavimento laminado é uma alternativa à madeira maciça. Em geral fica 50 a 70 % mais económico que a madeira maciça tradicional.
É fácil e rápido de montar, não necessita de cola nem pregos pelo que acelera e embaratece muito a sua colocação. 
É antialergénico e não acumula ácaros. Tem uma grande resistência à descoloração produzida pela luz solar e é além disso é altamente resistente ao desgaste superficial.